sexta-feira, 6 de janeiro de 2012

Queen Games: Conectando Gerações

Queen Games é uma editora alemã de jogos de mesa, com sede em Troisdorf e fundada em 1992 por Rajive Gupta, especializada principalmente no estilo alemão, jogos para a família, mas também publicou números menores de jogos mais simples para crianças e mais complexos para jogadores hardcore.


Atualmente, a Queen Games tem uma propensão para relançar jogos em edições com ilustrações melhores e relançar jogos com diferenças entre temas e revisão das regras. Um dos seus lançamentos mais populares é Alhambra, que se desenvolveu a partir de um jogo originalmente publicado em 1992, que ganhou o Spiel des Jahres e ficou em segundo lugar no Deutscher Spiele Preis em 2003. Alhambra gerou muitas expansões e uma série de jogos spin-offs e pode ser considerado o “franchise” da empresa.


Eles também são conhecidos pela publicação de muitos jogos projetados por Dirk Henn, com ilustração de Jo Hartwig ou Michael Menzel. Há também a publicação de jogos com temas árabes, se definindo dentro da Península Arábica em si ou uma cultura islâmica, como Al-Andalus. Outros jogos publicados pela Queen Games incluem Industria: 600 Years of Progress, San Francisco Cable Car e Wallenstein.



Em 2000, a Queen Games mudou a publicação de seus jogos no tradicional formato horizontal para usar caixas projetadas para serem empilhadas verticalmente em apenas quatro tamanhos padronizados. A partir de 2005 suas publicações têm sido tipicamente produzidas em uma versão doméstica em alemão e uma versão de exportação com regras em inglês, francês, espanhol, italiano e holandês. Se os componentes do jogo possuem texto, eles são substituídos na versão de exportação com textos em inglês ou símbolos independente de linguagem.

Rajive Gupta
Desde 2010 seus jogos são distribuídos nos Estados Unidos pela Rio Grande Games e no Reino Unido pela Esdevium Games.

Queen Games
A Queen Games atualmente é o principal patrocinador do projeto Educação para crianças Dalit.

O trabalho infantil é um problema mundial. Somente na Índia, segundo dados oficiais 12,5% de 252 milhões de crianças entre as idades de cinco e quatorze anos trabalham. Essas estatísticas oficiais significam que a Índia tem o maior número de crianças trabalhadoras no mundo. No entanto, o número real de trabalhadores infantis é estimado e pode ser significativamente maior, pois mais de 65 milhões de crianças - ou a cada quatro crianças com idade entre 6 e 14 - não estão na escola. Estas são principalmente as crianças da casta inferior - os Dalits - comunidades indígenas que são considerados cidadãos de segunda classe e tratada como tal.


Através deste projeto, a Queen Games e seu time de desenvolvedores, querem dar um exemplo contra a opressão duradoura e dar um primeiro passo para a igualdade de oportunidades para os dalits.

Objetivos: Para garantir o ensino primário básico e fortalecer os direitos da criança

O objetivo do projeto, que terá a duração de três anos, é abolir o trabalho infantil em 35 aldeias no distrito de Cuddallore, no estado indiano sul de Tamil Nadu. Ao fazer isso, o projeto está contribuindo ativamente para a realização do Objetivo de Desenvolvimento do Milênio das Nações Unidas n º 1 - Erradicar a pobreza extrema e a fome, e n º 2 - Atingir o ensino básico universal - para todas as crianças.

Promover os direitos das crianças e garantir a educação primária para os Dalits - Um pacote de medidas que realmente ajuda!

Acesse aqui a página principal do projeto no site da Queen Games.


Muito legal esta iniciativa da empresa. Parabéns à Queen Games!



Um comentário:

  1. Excelente matéria.
    Parabéns pelo site que está muito bom e objetivo.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...